O QUE É A CIRURGIA DE ABDOMINOPLASTIA?

Abdominoplastia é uma cirurgia realizada para flacidez, excesso de pele na região do abdome, e consiste em :

1)Retirada do excesso de pele em formato de fuso, localizada abaixo do umbigo, entre o umbigo e os pelos pubianos;

2) Plicatura(costura) promovendo a união dos músculos retos abdominais os quais se separam durante gestações ou grandes ganhos de peso, pois esses fatores provocam a distensão progressiva do abdome;

3) Lipoaspiração ponderada em locais estratégicos como nas regiões dos flancos posterior e anteriormente, para completar o desenho da circunferência da cintura.

O resultado dessas intervenções conjuntas da abdominoplastia é um abdome mais retificado e com anatomia muscular restaurada, consequentemente o paciente ganha mais cintura. Com a musculatura reposicionada e os excessos de pele e gordura inferiores ao umbigo excluídos o paciente ganha a capacidade de diminuir progressivamente cintura e silhueta com mudanças de hábito de vida no sentido de diminuir gordura e aumentar massa muscular. Caso o paciente deseje pode fazer, posteriormente, uma lipoaspiração de toda a silhueta no sentido de moldá-la como um todo, o que torna o resultado melhor. Porém a lipoaspiração da área abdominal anterior deve ser feita em um procedimento posterior em virtude da preservação de vascularização necessária para abdominoplastia.

QUEM TEM INDICAÇÃO DE FAZER ABDOMINOPLASTIA?

1)Geralmente mulheres que passaram por gestações representam a grande maioria das indicações da cirurgia de abdominoplastia;

2) Pessoas (homem ou mulher) que tiveram grande ganho de peso seguidos de emagrecimento considerável;

3) Pacientes que tenham flacidez de pele genética em que, mesmo não tendo experimentado a distensão do abdome, teriam indicação técnica da retirada do excesso de pele através da abdominoplastia. Nessa situação sempre avaliamos a existência ou não de filhos.

FAZENDO ABDOMINOPLASTIA TEREI “BARRIGA NEGATIVA”

Esse, definitivamente, não é o objetivo da abdominoplastia.

A tal “Barriga Negativa” ou o abdome côncavo é resultado de um conteúdo abdominal(a gordura entre as vísceras do abdome , localizados abaixo da musculatura do abdome) mínimo ou quase inexistente associado a um tônus da musculatura abdominal muito bom.

E isso é conseguido, à árduas penas, com hábitos de vida muito regrados nas questões de dieta e exercício físico. Pois é necessária perda dessa gordura intra abdominal e isso ocorre somente às custa do esforço alimentar e físico.

Outro fator importante é o funcionamento gastrointestinal. Em dias de intolerâncias ao glúten, à lactose e a outros componentes do mundo alimentar artificial temos que prestar especial atenção nessa dinâmica, muitas vezes comprometida, do funcionamento dos órgãos digestivos, os quais podem distender -se às custas de inchaço e conteúdo gasoso acumulado oriundo da má digestão de certos grupos de alimentos.

Portanto a fórmula da barriga negativa é:

1)Magreza prévia + 2)Dieta regrada + 3)Exercícios físicos com regularidade religiosa + 4)Bom funcionamento gastrointestinal + 5)abdominoplastia para retirada dos excessos de pele e gordura advindos da flacidez e gestação = BARRIGA NEGATIVA.

FIZ ABDOMINOPLASTIA E QUANDO SENTO A PELE FAZ DOBRAS

Isso é plenamente normal e até mesmo matemático.

Quando a cirurgia é realizada fazemos o fechamento do abdome com o paciente parcialmente sentado, ou seja , com uma porção de pele a menos, portanto ao retificar o corpo, futuramente, resultará no esticamento da  pele abdominal restante.

Se temos uma extensão da pele quando  retificados, em pé, ao sentarmos, a distância entre a porção mais alta e mais baixa do abdome diminuem por isso a pele dobra , para “caber” nessa extensão menor. Pois a pele humana não tem essa capacidade elástica de aumentar e diminuir em tamanha extensão e em todas as direções para permanecer reta o tempo inteiro.

Sempre digo aos meus pacientes para procurarem fotos de celebridades extremamente magras na praia , que não tenham passado por programas de modificação de fotos, para verem que, com essas pessoas, ocorre a mesma coisa. É a matemática e física juntas à biologia humana.

Outro fato é que quando estamos sentados , as vísceras também ocupam mais espaço se projetando no sentido anterior, abaulando o abdome,  quando estamos em pé , elas se distribuem em um maior espaço e podem não causar abaulamento.

Mais uma observação anatômica é que, eretos, nós contraímos automaticamente o abdome, pois essa musculatura , equilibrada com a musculatura do dorso , nos permite ficar de pé. E contraído o abdome, estando de pé , a musculatura abdominal faz compressão visceral e deixa o abdome mais retificado.

Parece, que imersos no mundo das fotos e das redes sociais, não estamos aceitando mais ser “SER HUMANO” com suas peculiaridades e dinamicidade , que não é captada em fotografias.

Tenho em meus registros, muito maravilhada, fotografias de MUSAS FITNESS, que se auto fotografaram sentadas com o abdome relaxado, e TODO AQUELE ABAULAMENTO APARECEU!!!!!  E elas colocam a realidade de que FOTOGRAFIA BEM FEITA TEM “ÂNGULO BOM”. E que nem mesmo elas escapam da foto que não valoriza a bela silhueta!! Achei muito lindo, por parte de mulheres desse segmento, o registro de sua própria humanidade.

FIZ ABDOMINOPLASTIA , MEU RESULTADO DURARÁ PARA SEMPRE?

Na verdade o resultado obtido de qualquer cirurgia é estável para a permanência do mesmo peso. Quando há alteração de peso , principalmente para mais, o resultado da abdominoplastia mudará. Com o emagrecimento esse resultado só melhorará.

Portanto, ganho de peso, novas gestações, envelhecimento e falta de exercícios físicos podem prejudicar o resultado de qualquer cirurgia plástica, e certamente o de uma abdominoplastia.

FIZ ABDOMINOPLASTIA , POSSO ENGRAVIDAR NOVAMENTE?

A abdominoplastia não é impeditivo de gravidez. A paciente poderá engravidar e ter seu filhinho normalmente. No entanto, o resultado estético será modificado por novo estiramento de pele e musculatura, o que pode exigir uma nova cirurgia para restauração da forma. Por isso , em nossa consulta sempre pesquisamos sobre o futuro gestacional de nossas pacientes, para indicar a cirurgia de abdominoplastia quando a paciente já tem prole completa.

ABDOMINOPLASTIA PÓS BARIÁTRICA

A abdominoplastia pós bariátrica, ou pós grandes perdas de peso por qualquer método que seja, exige extensões maiores de cicatriz bem como posicionamento frequentemente diferente da abdominoplastia convencional.

Aqui estamos falando da Abdominoplastia em Âncora ou Flor de Liz, na qual há a retirada além da pele entre umbigo e púbis , a de uma extensão variável na região mediana do abdome o que resulta em uma cicatriz vertical central ligada a cicatriz suprapúbica comum das abdominoplastias.

Porque essa cicatriz mediana? Porque há uma grande sobra de pele no sentido látero-lateral do abdome , em que a tração inferior do abdome somente não consegue extinguir.

Mesmo sendo pós bariátrica , existem pacientes em que a cicatriz mediana não é necessária. Somente uma avaliação cuidadosa é capaz de diagnosticar e indicar uma ou outra técnica de abdominoplastia no sentido da obtenção de bons resultados.

Aqui temos algumas questões esclarecidas que não se tratam de pura descrição técnica mas de questionamentos comuns de pacientes que desejam  ou que já realizaram abdominoplastia

Convido vocês a visitarem outros artigos que abordam o tratamento de outras áreas corporais e que complementam a bela silhueta!

Lipoaspiração segura

Mamoplastias

Cirurgia Plástica e emagrecimento

Grande abraço a todos!

DRA. VIVIANE TEIXEIRA

Formada pela UFPR, USP e HUEC

Membro Especialista da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica)

Cirurgiã Plástica em Curitiba há 10 anos.

Olá! Aqui iremos conversar mais sobre Cirurgia Plástica no intuito de esclarecer dúvidas frequentes colhidas nesses 10 anos de atuação. Vocês são nossos convidados a ler e a conversar conosco caso seu desejo seja o de aperfeiçoar as formas corporais e da face. Conheça mais em TRATAMENTOS.  Sejam muito bem vindos!!”

Cuide-se. Você merece.

Agende agora a sua consulta.

AGENDE AGORA